Num artigo anterior alertamos para a importância que as EBVS- European Business Valuation Standards têm para a avaliação de imóveis e para o trabalho do perito avaliador de imóveis.

Apesar de estas normas se destinarem primordialmente à avaliação de negócios, têm informação que ajudam muito um perito imobiliário. Referimo-nos, concretamente, ao capítulo  “EBVGN 2 Discount Rates in the Discounted Cash Flow Method”.

Aqui são explicadas as diversas formas de abordarmos os fluxos de caixa descontados e, muito importante, de quando se deve utilizar o CAPM ou a wacc para proceder à sua atualização. Mostra, também, uma outra metodologia de construir a taxa de atualização: “Build-up method”.

Um outro aspeto que queremos salientar é a chamada de atenção para a necessidade de se corrigir a CAPM com a introdução de um risco específico:

“As the CAPM is part of capital market theory, securities are deemed to be held in a perfectly diversified portfolio, which is not the case in business valuation, where the subject of valuation is a particular business interest. Therefore, the CAPM formula needs to be adjusted by adding the specific risk known as an “alpha” factor (α), changing the basic formula to:

E(Ri) = Rf + ß x ERP + α, where:

E(Ri) = cost of equity

Rf = risk-free rate

ß = beta

ERP = equity risk premium (or market risk premium)

α = alpha (specific risk)”.

Concluindo, é muito importante que os peritos avaliadores de imóveis leiam as EBVS!