Na hora em que escrevemos este artigo, o blogue “Avaliar Património” atingiu o bonito número de 1.000.000 (um milhão) de visitas.

Por este motivo, o artigo desta semana não apresenta nenhum assunto novo sobre avaliação de imóveis ou sobre a atividade do perito avaliador de imóveis. É, somente, um artigo de celebração e agradecimento.

O número é bonito e nós, quando em 2011 assumimos o compromisso de escrever todas as semanas, sem interrupção, nunca esperamos tão elevado número de visitantes. Assim sendo, é altura de celebrar!

 Perito Avaliador de Imóveis

Queremos também agradecer a fidelidade de todos os leitores e aproveitar para vos convidar a também escrever neste fórum. Mandem as vossas opiniões sobre a temática imobiliária que nós publicamos!
Estes foramos artigos mais lidos:

O conceito de imparidade (90.000 visitas). “Numa linguagem corrente, diz-se que um activo fixo (tangível ou intangível) está em imparidade quando a sua quantia recuperável é inferior à quantia escriturada.

Muitas vezes, o conceito de imparidade é confundido com desvalorização, o que, contabilisticamente falando, é muito relevante.

Tentando explicar o conceito de imparidade com um pequeno exemplo:

“Uma empresa compra uma máquina para fazer determinado produto. Desse produto advêm um fluxo de caixa estimado….””

Valorização de terrenos agrícolas (30.400 visitas).

“O mercado fundiário tem-se revelado, muitas vezes, desconcertante pelos valores que lhe é atribuído.

Quer avaliações feitas por peritos de tribunal, quer avaliações das partes quer ainda promotores imobiliários, invariavelmente inflacionam os preços que deveriam ser praticados.

Um terreno agrícola vale fundamentalmente pelo rendimento que consegue gerar….”

Folha de cálculo grátis – Método do custo (19.100 visitas).

“No artigo de hoje apresentamos uma pequena folha de cálculo.
Pretende ser um pequeno contributo para que todos possam fazer uma estimativa do valor de um imóvel pelo método do custo.

No método do custo, o valor do imóvel será estimado como o valor que teria se fosse construído de novo, com os mesmos materiais e sujeito aos efeitos de vetustez visíveis à data de avaliação, que depreciará o seu valor. Ao valor agregado dos custos de construção e do terreno, adicionando a margem de lucro do promotor obtemos o seu valor….”.

Até à visita 2.000.000!