Muitas vezes somos colocados perante o desafio de saber qual a prestação de um empréstimo que pedimos, quanto pagamos de juros e quanto amortizamos de capital em cada prestação, com ou sem valor residual, tudo a uma taxa de juro constante.

Qualquer folha de cálculo permite este exercício mas, com a pequena aplicação que partilhamos com os nossos leitores, facilitamos a tarefa.
De facto, no pequeno ficheiro Excel disponibilizado, pode fazer aquele exercício para os prazos de 12 meses, 24 meses, 36 meses, 5 anos, 10 anos, 15 anos, 20 anos e 25 anos:

[Descarregar ficheiro Excel]

Esta aplicação vem no seguimento de outras ajudas entretanto publicadas:

– Quanto valerá o meu imóvel?

Este valor pode ser obtido a partir do valor de aquisição do imóvel e imputando-lhe uma atualização anual, que poderá ser positiva ou negativa, ou pela capacidade de gerar rendimento, materializada no método da capitalização direta.

[A partir do valor de aquisição do imóvel]

[A partir da capacidade de gerar rendimento]

– Método do custo na avaliação de imóveis

Na avaliação imobiliária podemos ter dois níveis distintos de depreciação. A depreciação física, decorrente do desgaste das várias partes que constituem a edificação e que pode ser devida ao uso normal, à falta de manutenção ou emprego de materiais de baixa qualidade, e a depreciação funcional, por inadequação – devido a falha de projeto ou na execução que resultam em inadequação à finalidade para a qual foi concebido, por superação – devido ao surgimento de novos métodos construtivos ou materiais e por anulação – inaptidão a fins diferentes para os quais foi concebido.

João Fonseca_Ficheiro grátis

O método mais utilizado na avaliação imobiliária para estimar a depreciação de um imóvel é o método de Ross-Heidecke, que combina a idade e o estado de conservação.

Para ser obter a aplicação basta enviar uma mensagem para info@joaofonseca.net

– Simulador de rentabilidade no arrendamento

É mais um ficheiro de distribuição grátis que queremos muito que seja partilhado e divulgado. A avaliação de imóveis não é uma disciplina complexa e está ao alcance de todos:

[Simulador de arrendamento]

Temos no entanto que ressalvar alguns pormenores importantes, que não devem ser esquecidos quando da análise do investimento imobiliário: 

– A taxa de imposto assumida para a realização de qualquer estimativa é de 28% (taxa liberatória); 

– Na elaboração da folha de cálculo foram unicamente assumidos como encargos despesas de condomínio, despesas com seguros e Imposto Municipal de Imóveis. 

Finalmente, alertamos que a utilização destes ficheiros não substitui a análise de um técnico credenciado pela CMVM.